Encontros
Todos os sábados as 18:30 Comunidade Santa Clara de Assis
Siga-nos
RSSTwitterFacebook
Facebook

‘Deus é maior que Elvis’

PostHeaderIcon Freira de clausura foi indicada ao Oscar

Abadessa Beneditina Dolores Hart

Pela primeira vez desde 1959 a Abadessa Beneditina Dolores Hart, ex-atriz que abandonou a carreira para se tornar religiosa de clausura, assistiu aos Prêmios do Óscar em Los Angeles (EUA) para apoiar o filme “Deus é maior que Elvis”, no qual narra sua história e da sua abadia.

A ex-atriz participou de duas películas com Elvis Presley. No auge de sua carreira, em 1963, quando estava a ponto de assinar contratos com diversas empresas e ainda comprometida com um homem de negócios de Los Angeles, Hart decidiu entrar para a Abadia Beneditina de Regina Laudis, onde é a atual priora.

O documentário, nomeado ao Óscar na categoria de melhor curta-metragem documental, narra a história da Madre Dolores e sua vida na abadia.

“Deixei Hollywood por uma coisa misteriosa chamada vocação. É um chamado que vem de outro lugar que chamamos Deus, porque não temos nenhuma outra forma de chamá-lo”, declarou a Abadessa.

Segundo ela as câmaras foram autorizadas a entrar na Abadia para que as imagens pudessem ajudar aquelas almas que estão a procura de sua vocação. “Queríamos convidar o mundo a outro modo de vida que poderia dar alguma esperança”, afirmou.

Várias religiosas foram entrevistadas para a realização do documentário, uma delas, a Irmã John Mary, de 44 anos, executiva publicitária formada em Oxford que chegou a abadia após um período de vício.

O objetivo do filme é, segundo a própria diretora dele Rebecca Cammisa, indagar a todos sobre o que leva alguém com o nível de êxito de Madre Dolores Hart a escolher a vida religiosa.

Fonte: Gaudium Press

Pesquisar no Site
Parceiros
  • Bíblia Católica Online
  • Canção Nova
  • Cds Cristãos Downloads
  • JÁ
  • Jovens Conectados
  • Jovens Revolucionários